sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Maria Padilha da Estrada

Maria Padilha da Estrada

      Esta oferenda e destinada a esta pomba - gira porem pode ser realizada pra qualquer pomba-gira, é destinada a desembaraços amorosos, financeiros e profissionais, quando se quer fazer um pedido, faça esta oferenda de preferência numa noite de lua crescente ou cheia.

Ingrediente :  Padê de dendê
                    Padê de cachaça
                    1 bolo de chocolate furado no meio
                    7 rosas vermelhas
                    7 corações de galinha
                    7 pedaços de papel branco pequenos
                    2 rosas amarelas
                    1 cravo
                    1 garrafa de cachaça
                    1 cigarro e uma vela branca
                    Linha preta e vermelha
                    Mel
                    Oberó n 5


      Lave o oberó com cachaça, corte os corações de galinha ao meio, tendo o cuidado pra que não de partam. escreva nos papeis seus pedidos, coloque um papel dentro de um coração,faça isso com todos. Amare cada coração com linha preta e vermelha. acomode os corações no fundo do oberó, regue com mel. Coloque por cima os padês um do lado do outro, não misture as farofas. Em cima dos padês coloque o bolo, em volta do boo coloque as rosas vermelhas abertas. No centro do prato no buraco do bolo coloque as duas rosas amarelas e o cravo. Ofereça esta oferenda a pomba gira Maria Padilha em uma praça no pé de uma árvore frondosa. Acenda uma vela branca e um cigarro do lado do prato. Saia do local sem olhar pra trás. Boa Sorte!!!

  

 

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Oferendas

  Desde muitos anos atras quando pertencia ao culto da Umbanda, fiquei extemamente fascinado pelos "engambelos" que eram oferendados as entidades cultuadas. Aos Orixás, aos pretos velhos , boiadeiros, ciganos caboclos, exus em geral. Fiquei fascinado, e passado muitos anos, apos ter passado por várias casas de Umbanda e Candomblé decidi criar este blog que vem elucidar de formar prática o preparo das oferendas. Começarei com as entidades mais polêmicas e cultuadas: Os exus da Umbanda.
Lembre - se que em muitos casos exus e pomba - gira recebem oferendas juntos em par, e fica claro que este blog é um acervo para consulta e não uma forma definitiva e estática de culto as entidades mencionadas. E válido lembrar que na realidade consultar o jogo de búzios em muitos casos é indispensável, ja que um problema pode ter inúmeras causas e no jogo irá se ter a melhor forma de remediar aquele mal. O que é uma Oferenda?
Chamamos oferendas aos rituais compostos de frutas, alimentos, carnes, bebidas, flores, louças e adereços que servem para oferecer aos Orixás, como uma súplica para se alcançar uma graça, bem como para homenagear e cultuar um Orixá, de forma a fortalecer o nosso vínculo com o mesmo.

Maria Padilha do Cabaret

   Esta pomba - gira é um encanto, não tem quem não a conheça, pois é extremamente popular, de riso fácil, geralmente desbocada, é um das principais pomba-giras que trabalha no cemitério. Possui uma vidência muito forte e seus médium geralmente recebem este dom desta fortíssima entidade, que alem da visão pode conferir ao médium uma tendência a cartomancia. Tem fundamentos com ciganas, gosta de agrados quentes, bebidas quentes, vermelho com dourado, branco com rosa, ela é bem alegre.


Ingrediente : Padê de dendê
                   1 bife de contra - filét
                   Cebola fateade em rodelas
                   7 ákárájés
                   7 rosas vermelhas
                   Oberó n 4
                   Cigarros de fitro vermelho
                   1 garrafa de conhaque
                   1 taça
                   7 velas vermelhas
                   1/2 metro de morim vermelho


   Lave o oberó com um pouco da bebida, acomode o padê e coloque em cima a cebola fatiada e por cima o bife. Em volta do bife coloque os acarajés intercalados com as rosas vermelhas abertas sem o caule. Leve a uma encruzilhada aberta, coloque o morim no chão e coloque a oferenda , acenda as velas, os cigarros e faça seus pedidos. Sirva a bebida na taça, coloque do lado do prato. Deixe o local sem olhar pra trás.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Maria Molambo

   Esta Pomba - gira é uma verdadeira amiga, muito justa e leal, uma senhora sábia pronta a ajudar há quem precise. Não vou me prolongar falando sobre ela, pois todos sabem que ela é uma rainha. Esta Pomba - gira esta relacionada a vitória sobre seus inimigos, a um bom relacionamento profissional em ambientes hostis, o problemas profissionais relacionados a fofocas e a desentedimento, se houver entriga ou conspiração contra você em qualquer lugar recorra a esta senhora. Em assuntos amorosos, ela costuma ser rápida ao atender, mais sempre costuma presentear seu fieis com amores curtos e não muito proveitosos.

Ingredientes: Padê feito com gema de 3 ovos e açucar
                    7 bananadas grandes e açucaradas
                    7 rosas vermelhas
                    7 rosas amarelas
                    1 garrafa de Martini Bianco ou a bebida da preferência da entidade ( pode ser champagne, Martini Rosé, Licor de Anis, muitas bebem cachaça  )
                    7 velas brancas
                    1 taça
                    Cigarros de filtra branco ( algumas fumam até charuto )
                    1/2 metro de chitao estampado
                    Oberó n 3

   Lave o oberó com um pouco de bebida, deixe secar e acomode o padê, coloque as bananadas sobre o padê circularmente intercaladas com as rosas vermelhas abertas, você pode ate enterra - la levenente no padê. Leve tudo a uma encruzilhada aberta. Estenda o chitão no chão e acomode a oferenda, acenda as velas e os cigarros, faça seus pedidos e sirva a bebida na taça. Pegue as rosas amarelas que devem estar sem os espinhos e passe no seu corpo de cima para baixo, na sua frente e na suas costas e deixe este buquet do lado do prato peça vitória em suas empreitadas. deixe o local sem olhar para trás. Boa Sorte.

Tranca Ruas

Tá ai uma entidade que definitivamente se encontra em qualquer casa de Umbanda e até nos Candomblés mais tradicionais, sempre terá alguém que tem esta entidade como guardião. Sendo das almas, de Embaré ou das Sete Encruzilhadas Tranca Ruas é sempre um Grande Exu. Suas oferendas são bem simples.

Ingredientes:  Padê de dendê
                     Cebola branca em rodelas
                     1 bife de conta - filé
                     1 garrafa de cachaça
                     1 charuto e uma vela
                     1 copo de cachaça e um oberó n 3

 Lave o oberó com um pouco de cachaça, deixe secar, acomode o padê por cima, arrume as rodelas de cebola bem finas e acomode o bife por cima de todo. Ofereça em um encruzilhada aberta de preferência em uma rua de subida, acenda a vela sirva o agrado, lembre - se de servir a bebida em um copo acender o charuto e fazer seus pedidos. Faça este agrado de preferência numa noite de segunda - feira, antes da meia noite. Peça a Tranca Ruas que abra seu caminho, compre suas brigas ( desde que sejam justas vale lembrar ), e peça sua proteção. Saia do local sem olhar pra trás. Boas Sorte.

Pomba - giras Rainhas

   Esta oferenda e destinada as rainhas das encruzilhadas, estradas e todas as pombagiras rainhas. Lembre - se que ao dar uma oferenda de qualquer tipo deve - se ter em mente a prática do bem pessoal e do semelhante, estas oferendas são sempre orientadas para a prosperidade e melhor harmonia das pessoas ja que os exús tem o poder de harmonisar, expandir, dar direção, sabedoria, proteção e tudo o que você quiser, mas lembre -se que as conquistas seguem o rítimo dos nossos merecimentos.

Ingredientes: Padê de denê
                    Padê de melado
                    7 sonhos de padaria de creme
                    1 cacho de uva verde
                    1 maçã bem vernelha
                    1 pêra
                    1 goiaba vermelha
                    1 pêssego 
                    1 kiwi
                    1 caixinha de morango
                    7 rosas vermelhas
                    Purpurina vermelha, dourada e rosa
                    7 bombons tipo sonho de valsa
                    Cigarros ou cigarrolhas
                    Morim vermelho
                    7 velas brancas, dependendo ate mesmo coloridas
                    1 garrafa de espumante ( evite cidra ), ou Martini Bianco
                    1 taça
                    Oberó n 4


   Esta oferenda deve ser realizada em uma segunda -  feira ou mesmo sábado de uma lua cheia, antes da meia noite. Lave o oberó com um pouco de bebida, e acomode os padês um do lado do outro. Faça um arranjo decorado com as frutas no centro do prato, começe acomodando o cacho de uva no centro e va colocanda as demais frutas, corte a goiaba em zig zag, a maçã , a pêra e o pêssego as meio, o kiwi descasque e corte - o de forma que fique como um pequeno leque, não corte os morango e destribua de forma harmoniosa. Acomode os sonhos, que não precisam ser grandes, intercalados com as rosas que devem estar abertas os redor das frutas na berada do prato. Pouvilhe um pouco das porpurinas, mais só um pouco, não exagere. Distribua os bonbons desembrulhados sobre tudo. Leve tudo para uma encruzilhada aberta, coloque o morim no chão e coloque a oferenda sobre ele, acenda as velas, sirva a bebida na taça acenda os cigarros ou cigarrilhas e faça seus pedidos. Esta oferenda pode ser dada a varias entidades diferentes pois irá agradar uma infinidade de Pomba - Giras Rainhas, Pomba -Giras Ciganas, Sete Saias em geral podendo substituir as velas brancas por velas coloridas, no casa das ciganas. Esta oferenda e destinada a prosperidade financeira, sorte no amor, para acalmar uma pomba - gira que se sente esquecida e devido a esta negligência vem causando desarmonias na vida de um médium, lembre - se que essas senhoras são muito ciumentas e não gostam de ser esquecidas. Axé   

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Dona 7 Catatumba

   Esta Pomba - gira é nova porem muito séria, nunca deve - se prometer algo a ela e não cumprir pois costuma ser muito vingativa e impiedosa, trabalha na linha de Iansã de Balle, e tem uma presença marcante na falange do cemitério estas senhoras tem uma afinidade com as Maria Molambo das 7 Catatumbas e da Calunga. Não gosta de muita conversa e é bem masculinizada, mais gosta de coisas femininas como rosas e perfumes, para agrada - lá evite bebidas muito doce e leve como espumante e evite doces em suas oferendas. Esta Pomba - gira esta relacionada a demandas sérias, a quebra de feitiços pesados e a assuntos relacionados com trabalho ou algo difícil de se resolver, não sendo aconselhado em assuntos amorosos.

Ingredientes: Padê de dendê
                    3 bifes de fígado bovino
                    Cebola branca fatiada
                    7 acarajés vermelhos
                    7 rosas vermelhas
                    2 goiabas vermelhas
                    2 nactarinas
                    1 ameixa fresca
                    1 cacho de uva bem vermelha
                    1 pêra
                    1 garrafa de anis
                    1 taça
                    7 velas brancas
                    cigarros e um charuto
                    1/2 metro de tecido estampado em cor roxa
                    Oberó n 4
          
   Lave o oberó com um pouco da bebida, deixe secar e acomode o padê e por cima a cebola e os bifes. Faça um arranjo com as frutas decoradas no centro do prato, lembre - se de cortar as goiabas em  zig - zag, as demais frutas corte ao meio e retire as sementes da ameixa e da nactarina. Arrume intercalados os acarajés e as rosas vermelhas abertas. Sirva em uma encruzilhas aberta, em último caso na porta de um cemitério do lado esquerdo. Estenda o pano de chita estampado e acenda as velas, acomode a oferenda sirva a bebida acenda os cigarros e também o charuto faça seu pedidos. Saia do local sem olhar para trás.        Boa sorte